HOME Notícias

Notícias

No ILV...

Mulheres na Ciência
Palestra: Mulheres na Ciência

A palestra “Mulheres na Ciência” foi realizada no último dia 3 de setembro, tendo como convidadas as Professoras Doutoras Pâmela Carpes (Neurocientista), Carla Spohr (Física) e Eliade Lima (Astrofísica). A atividade foi realizada em sala virtual através do Google Meet e teve como público-alvo os estudantes do Instituto Laura Vicuña, desde os 9ºs anos do Ensino Fundamental II até os 3ºs anos do Ensino Médio, além de professores e da coordenação. A iniciativa ocorreu sob orientação da professora Daiandra Fagundez (Química) com a mediação do aluno finalista Pedro Fioravante.

As professoras convidadas fazem parte do projeto “Cientistas do Pampa”, grupo de mulheres pesquisadoras da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), que realizam pesquisas nas áreas de Toxicologia, Neurociência, Química Orgânica, Ensino de Ciências, Astrofísica Estelar e Engenharia de Materiais. Além disso, atuam na divulgação científica desenvolvendo projetos destinados à Educação Básica, incentivando a discussão sobre representatividade na academia, ao promover a sensibilização para uma maior equidade de gênero.

A conversa foi conduzida inicialmente pela neurocientista Pâmela Carpes. A convidada contou sobre sua trajetória acadêmica: é formada em Fisioterapia pela Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ), possui Mestrado em Ciências Biológicas – Fisiologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Doutorado em Ciências Biológicas – Fisiologia também pela UFRGS. Apresentou, igualmente, os prêmios que já ganhou, dentre eles, o Prêmio Para Mulheres na Ciência L'Oreal/UNESCO/Academia Brasileira de Ciências, em 2017, e o Prêmio Espírito Público, em 2019, além de ter sido finalista do Prêmio Donna/ZH Mulheres que Inspiram de 2019.

Na sequência, a física Carla Spohr conduziu o bate papo, abordando sua trajetória no mundo das ciências. É licenciada em Física pela UNIJUÍ, Mestre em Ensino de Física pela UFRGS e Doutora em Ensino de Ciências pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).  Em sua fala, destacou o seu orgulho pela profissão escolhida e pelos caminhos traçados, dando também destaque à sua filha que seguiu a carreira na ciência.  A astrofísica Eliade Lima, por sua vez, realizou sua participação brevemente no encontro, visto que estava em viagem, mas destacou e parabenizou a escola por proporcionar o debate com os jovens sobre esse tema tão relevante na atualidade.

Para os estudantes e para o público assistente, de uma forma geral, a experiência foi enriquecedora. Um dos pontos abordados foram as situações de machismo e preconceito enfrentados durante a trajetória de cada uma das profissionais, uma vez que as mulheres ainda são pouco reconhecidas nas áreas em destaque. Outra questão debatida foram os projetos de vida, evidenciando a difícil escolha sobre o que cursar na Universidade, que profissão seguir. Todas destacaram que nem sempre as escolhas precisam assertivas na primeira tentativa, e que o tempo se torna um grande aliado neste processo de amadurecimento.